Book Haul: Fevereiro/2016

Olá, pessoal. Mais um vídeo publicado aqui no blog sobre livros recebidos/comprados no mês passado. Acompanhem as novidades:

 

Anúncios

“A Garota Dinamarquesa” é uma produção sensível

A-Garota-dinamarquesa
Eddie Redmayne, à esquerda, e Alicia Vikander em cena do filme. Foto: Universal Pictures | Reprodução.

O filme baseado na história da transgênera Lili, primeira pessoa a passar pela cirurgia da mudança de sexo no mundo, contou com o ator Eddie Redmayne no papel principal e deu o Oscar (muito bem merecido) de melhor atriz coadjuvante para Alicia Vikander, que atuou como a esposa de Einar Wegener (nome de Lili antes da mudança).

A produção teve grande repercussão mundial, desde críticas positivas até alguns países proibindo a entrada do filme. A Garota Dinamarquesa foi baseada num livro homônimo, aqui no Brasil publicado pela Editora Rocco, e estreou nos cinemas nacionais em fevereiro deste ano.

Continuar lendo ““A Garota Dinamarquesa” é uma produção sensível”

O Demonologista – em que você acredita?

o-demonologista

Uma história de fé, mas não a fé em anjos ou deuses, fé em quem está do outro lado da batalha, os demônios. Essa é a premissa do livro O Demonologista, escrito por Andrew Pyper e publicado pela editora Darkside Books no ano passado.

Às vezes, os monstros são reais. Mesmo se eles não se parecem com monstros. P.141

Continuar lendo “O Demonologista – em que você acredita?”

Eu, Robô – uma instigante construção de ficção científica

eu,-robô
Foto: Bárbara Valdez

Nove contos interligados nos quais os robôs são o tema central de cada um deles. Histórias escritas há mais de 70 anos, mas que continuam atuais em muitos aspectos, servindo de inspiração para uma infinidade de outras aventuras que surgiriam posteriormente.

O livro Eu, Robô traz uma narrativa fluida (apesar de trabalhar com abstrações e questões cientificamente técnicas), tem histórias envolventes desde a primeira página e cada universo criado é bem escrito e completo em si mesmo.

Continuar lendo “Eu, Robô – uma instigante construção de ficção científica”

Puros -“É a feiura que dá beleza às coisas bonitas”

puros

Na história de hoje entraremos num ambiente devastado por bombas atômicas, onde as pessoas lutam pela sobrevivência e têm de conviver com marcas físicas resultantes da radiação e das explosões. Assim, a grande maioria da população sobrevivente possui cicatrizes, amputações e o que a autora chama de fusões, ou seja, corpos que estão ligados a outros corpos (como siameses), humano ligado a animais e a objetos, deformações em geral.

Uma parte da sociedade, no entanto, conseguiu proteger-se da devastação, abrigando-se em um Domo. Essas pessoas são fisicamente perfeitas e até com investidas genéticas de aperfeiçoamento, essas pessoas são os Puros.

Continuar lendo “Puros -“É a feiura que dá beleza às coisas bonitas””

As Esganadas – um thriller policial de costumes

as-esganadas

A história das “Esganadas” tem como base uma série de assassinatos brutais envolvendo mulheres gordas na cidade do Rio de Janeiro da década de 1930 e acompanha a busca da polícia em desvendar esse mistério e capturar o psicopata responsável pelas atrocidades. O texto foi escrito por Jô Soares e lançado em 2011 pela Companhia das Letras.

Não há pressa. Sou senhor do tempo e a caça é farta. P. 92

Continuar lendo “As Esganadas – um thriller policial de costumes”

A Casa dos Macacos – uma narrativa carismática

Foto: Bárbara Valdez

Quantos de nós não acham interessante e surpreendente deparar-se com a similaridade que os macacos apresentam com os seres humanos? Aspectos comportamentais, cognitivos e mesmo físicos têm diferenças tênues entre as duas espécies. Tendo como base essa premissa e também os estudos linguísticos da comunicação real de símios com os humanos (feito por meio de linguagens de sinais) é que se constrói a história A Casa dos Macacos.

O livro foi escrito pela Sara Gruen, mesma autora de Água para Elefantes (um romance que adoro!) e publicado pela Editora Record, em 2011.

Continuar lendo “A Casa dos Macacos – uma narrativa carismática”